Cancer de próstata: o que você precisa saber

No Brasil, o câncer de próstata é o segundo mais frequente nos homens, ficando atrás apenas para o câncer de pele não-melanoma. Embora seja muito comum, por medo ou por desconhecimento muitos homens preferem não conversar sobre o assunto. Apenas em 2018, aproximadamente 66 mil novos casos foram relatados no Brasil. 

Esse tipo de câncer é considerado da terceira idade, isso porque cerca de 75% dos casos no mundo ocorrem a partir dos 65 anos. Alguns outros fatores que podem aumentar a chance de risco de um homem desenvolver esse tipo de câncer, são: histórico de câncer na família (homens cujo pai, avô ou irmão tiverem câncer de próstata antes dos 60 anos, sobrepeso e obesidade.
O exame de próstata deve ser rastreado anualmente para todos os homens com idade entre 50-75 anos, com exame de toque retal e PSA.

Para deixar mais claro, fizemos algumas perguntas para o médico clínico geral Dr. Felipe Tavares:

O que é a próstata? 

A próstata é uma glândula que só o homem possui e que se localiza na parte baixa do abdômen. Essa glândula é onde produz parte do sêmen, líquido espesso que contém os espermatozoides, liberado durante o ato sexual.

Como o câncer de próstata é diagnosticado?

Normalmente são usados dois testes: Exame de toque retal (conhecido como exame de próstata), nesse exame é possível fazer uma avaliação prostática, podendo detectar uma possível alteração na glândula, como um nódulo ou pelo endurecimento da área.

Já o segundo teste mais comum é o exame de sangue PSA (antígeno prostático específico), que mede a quantidade de uma proteína produzida pela próstata. 

Para confirmar o câncer de próstata é necessário realizar uma biópsia do material retirado.

Quais são os sintomas do câncer de próstata?

Alguns dos mais comuns são: 

  • Desconforto ao urinar;
  • Dor para ejacular;
  • Diminuição no volume das micções;
  • Perda de peso;
  • Sangue na urina ou no sêmen.
  • Dores da pelve, região da lombar, possível obstrução nos rins e ureteres – em casos mais avançados.

No entanto, é importante lembrar que alguns homens não possuem nenhum sintoma. Alguns sintomas podem não ocorrer até em estágios avançados da doença.

Qual é o tratamento?

Depende do caso. Caso o câncer esteja apenas localizado na próstata, e não tenha atingido mais nenhum órgão, a cirurgia e a radioterapia podem ser oferecidos.
Caso o câncer tenha expandido para mais regiões, metástase, a radioterapia é utilizada junto com o tratamento hormonal, além de tratamentos paliativos. 

Como prevenir o câncer de próstata?

Alguns fatores de risco, como idade e genética estão fora do controle do homem para prevenir. Porém, manter alguns hábitos saudáveis pode ser uma boa maneira de reduzir os riscos de câncer e outros problemas de saúde, como por exemplo: ter uma alimentação saudável, manter o peso corporal adequado, praticar atividade física, não fumar, evitar o consumo de bebida alcoólica. 

Homens que sabem de seus riscos para câncer, devem falar com seus médicos!

Quais tipos de problemas sexuais os pacientes com câncer de próstata podem ter?

Infelizmente o câncer e seus tratamentos podem trazer problemas sexuais. 

Tratamentos como radioterapia, cirurgia e quimioterapia podem interferir na capacidade do corpo de produzir hormônios sexuais, como testosterona e estrogênio. Os tratamentos também podem atrapalhar o ciclo de resposta sexual do corpo. Por exemplo, muitos sobreviventes de câncer lidam com disfunção erétil ou problemas com lubrificação.

Os homens também podem ter dificuldades de orgasmo e ejaculação, como anejaculação (orgasmo seco) ou ejaculação retrógrada, em que o sêmen não é impulsionado para fora do pênis.

Como o tratamento do câncer de próstata pode afetar a saúde sexual de homens gays e bissexuais?

Para homens que praticam sexo anal, ter uma ereção rígida é especialmente importante. Sem isso, o ato sexual anal  torna-se um problema. Homens que fazem sexo com mulheres ainda podem ter relações vaginais com uma ereção mais fraca, mas isso não é tão fácil para homens que fazem sexo apenas com homens.

Alguns tratamentos de câncer de próstata, como a radioterapia, podem afetar o ânus. Como resultado, o homem pode achar a penetração dolorosa. Além disso, se a próstata tiver sido removida cirurgicamente, ele pode perder o prazer dessa estimulação.

Alguns homens se sentem desconfortáveis ​​ao discutir sua sexualidade com seus profissionais de saúde e, muitas vezes, optam por esconder seu relacionamento homossexual. Consequentemente, eles não receberão conselhos apropriados para seus problemas sexuais. Outros podem sentir-se relutantes em iniciar relações sexuais com novos parceiros.

Homens gays e bissexuais que lutam com mudanças sexuais após o tratamento do câncer de próstata devem saber que não estão sozinhos. O apoio pode vir de muitas fontes, incluindo profissionais de saúde, conselheiros, terapeutas sexuais, amigos, familiares e colegas da comunidade.

Caso tenha ficado alguma dúvida, envie um email para contato@niix.com.br que esclarecemos!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s